Polícia Federal realiza operação contra máfia dos caça-níqueis na Região Serrana do Rio

RIO DE JANEIRO ¿ A unidade de Niterói da Polícia Federal deflagrou, nesta sexta-feira, a Operação Serra dos Órgãos para coibir a ação da máfia dos caça-níqueis no Estado. A ação é um desdobramento da Operação Jogo Proibido e foi realizada em diversos municípios da Região Serrana. Treze pessoas foram presas e um policial civil suspeito está foragido.

Redação |

De acordo com a Polícia Federal, equipamentos, arquivos, documentos, R$ 700 mil em espécie, nove carros e máquinas caça-níqueis foram apreendidos. O material será encaminhado ao serviço de inteligência da PF, em Brasília, para análise.

Ao todo foram expedidos pelo Ministério Público 28 mandados de busca e apreensão e 11 mandados de prisão. Dos 13 detidos, dez tinha mandado de prisão expedido e três são comerciantes que possuíam máquinas caça-níqueis em seus estabelecimentos. Esses últimos irão responder ao processo em liberdade.

Segundo o delegado Victor Hugo Poubel, o policial foragido pertence à 110ª DP (Teresópolis). Ele prometeu se entregar, mais isso não aconteceu até o momento. De acordo com as investigações, o policial avisava alguns comerciantes que mantinham máquinas caça-níqueis sobre operações que iam ser realizadas. Sendo assim, os donos dos estabelecimentos tinham tempo para recolher as máquinas e a ação da polícia perdia o efeito.

As investigações mostram que a quadrilha arrecadava cerca de R$ 300 mil por semana.

Leia mais sobre: máquinas caça-níqueis


    Leia tudo sobre: caça-níqueismáfiaoperaçãopolícia federalprisãorio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG