Grupo também era procurado pelos crimes de recepção de cargas roubadas e sonegação fiscal

A Polícia Federal (PF) realiza, nesta terça-feira, a Operação Sevilha, contra uma organização criminosa voltada à receptação de cargas roubadas, à sonegação fiscal e ao estelionato, nos Estados de Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro.

De acordo com a corporação, dos 22 mandados de prisão preventiva, apenas um ainda não havia sido cumprido por volta das 12h30. Ao todo, a PF concluiu 29 mandados de busca e apreensão e oito ordens de bloqueio de contas. Os mandados judiciais foram expedidos pela 3ª Vara Criminal da Comarca de Juiz de Fora (MG).

Foram aproximadamente 10 meses de investigações realizadas pelos policiais, que identificaram os integrantes de uma quadrilha especializada na receptação dos mais variados tipos de cargas com notas fiscais frias.

Conforme a PF, a quadrilha administrava empresas em nome de “fantasmas” e “laranjas”. Por meio destas empresas, o grupo passou a adquirir mercadorias que eram revendidas geralmente por 50% do valor das respectivas notas, através do esquema já montado para distribuição de cargas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.