Polícia Federal prende seis por suspeitas de fraudes previdenciárias

VITÓRIA ¿ A Polícia Federal (PF) do Espírito Santo prendeu, nesta quinta-feira, em Vila Velha (ES), seis mulheres na Operação ¿Viúva Negra¿, que tem o objetivo de investigar e combater uma suposta quadrilha de fraudes na Previdência Social. O prejuízo que teria sido causado pelas presas já chegava à R$ 100 mil, segundo a PF.

Redação |

As mulheres foram presas durante o cumprimento dos mandados de prisão temporária. Além destes, foram cumpridos outros oito de busca e apreensão.

As investigações foram iniciadas após uma denúncia feita em 2007 à Delegacia de Repressão a Crimes Previdenciários da PF do Espírito Santo. Após um período de tempo, descobriu-se que uma das presas seria a líder da suposta quadrilha e já teria obtido benefícios previdenciários através de documentos falsificados. A polícia revela que os benefícios por morte eram os mais usados pelas suspeitas.

Segundo a PF, os documentos falsos eram usados para forjar uma condição de companheirismo ou criar vínculos empregatícios, o que resultava na concessão de pensões por morte.

As investigações foram realizadas em conjunto pela Delegacia de Repressão a Crimes Previdenciários da PF do Espírito Santo, pelo Ministério da Previdência Social, Ministério Público Federal e Justiça Federal.

Leia mais sobre: fraudes na Previdência Social

    Leia tudo sobre: operaçãooperação da pfpfprevidência

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG