RIO DE JANEIRO - A Polícia Federal (PF) prendeu neste sábado no Rio de Janeiro o ex-superintendente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama) no Pará, Paulo Castelo Branco, informou a Agência Brasil. Ele estava foragido desde o ano passado, quando a Justiça Federal decretou sua prisão.

Em 2000, Branco foi preso em flagrante em Brasília após exigir propina de madeireiros. Ele foi solto e respondeu o processo em liberdade, mas foi condenado em última instância no fim do ano passado pelo crime de concussão.

De acordo com informações da Agência Brasil, Branco teria sido descoberto por turistas paraenses que passavam o carnaval na capital fluminense. Eles o reconheceram e fizeram uma denúncia à Superintendência da PF no Pará, que passou a monitorar os passos de Branco até prendê-lo hoje, quando o ex-superintendente passeava pelo calçadão de Copacabana, na zona sul da cidade.

Branco não ofereceu resistência à prisão e foi levado para a carceragem da Superintendência da corporação no Rio. Na segunda-feira, ele deve ser transferido para Belém.

Leia mais sobre: Ibama

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.