Polícia Federal prende 51 acusados de assaltos a caixas eletrônicos

A Polícia Federal (PF) prendeu nesta terça 51 pessoas acusadas de participar de uma quadrilha especializada em furto e roubo a agências e postos bancários, com arrombamento de caixas eletrônicos. Os presos não tiveram os nomes divulgados pela polícia, mas foram classificados como de alta periculosidade, pois, segundo a PF, há acusados de homicídio e latrocínio. A polícia acentuou que alguns têm ligação com organizações criminosas que atuam, sobretudo, em São Paulo.

Agência Estado |

Segundo o delegado da Delegacia de Repressão a Crimes contra o Patrimônio, Ramon Almeida da Silva, desde novembro de 2008, quando começaram as investigações, os valores roubados das agências bancárias são de aproximadamente R$ 4 milhões. Se levar em conta os prejuízos causados pela destruição dos caixas, esse valor pode ultrapassar R$ 7 milhões.

Balanço preliminar aponta que foram apreendidas quatro armas, 12 veículos, três motos, maçaricos e outros instrumentos utilizados para os arrombamentos, além de R$ 82 mil.

As investigações começaram pelo Paraná, depois de oito assaltos ocorridos no ano passado, quando foram presas nove pessoas, e se estenderam para Santa Catarina, São Paulo, Minas Gerais e Goiás, resultando em um inquérito com mais de 1.100 páginas.

"Eles agiam com uso de maçarico para perfuração de caixa eletrônico e também faziam golpes eletrônicos. Por meio de um programa computacional, eles davam o comando para que o caixa eletrônico expedisse todas as cédulas que estivessem no interior", disse o delegado.


Leia mais sobre: roubos

    Leia tudo sobre: caixa eletrônicoroubosão paulo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG