A Polícia Federal prendeu, até a tarde desta sexta-feira, 25 suspeitos de tráfico internacional de drogas, durante operação realizada nos Estados de São Paulo, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Entre os suspeitos, cinco já estavam presos. Os nomes não foram divulgados.

A polícia identificou um empresário de Cuiabá, proprietário de diversos empreendimentos e com uma extensa ficha criminal, como o líder da quadrilha. De acordo com a corporação, o empresário também é acusado de receptação de carretas roubadas e pelo envio delas para a Bolívia.

Divulgação
sasdasdasd
Dinheiro apreendido pela Polícia Federal na Operação São Cristovão

Segundo a polícia, outros integrantes da quadrilha davam suporte às ações criminosas abrindo empresas de fachada no próprio nome e no de familiares, como teria ocorrido com a mãe do suspeito apontado como líder.

Ao todo, a polícia cumpre 29 mandados de prisão temporária, 35 de busca e apreensão e 12 de condução coercitiva. Os mandados da serão cumpridos nas cidades de Cuiabá, Cáceres, Rondonópolis, Tangará da Serra, Primavera do Leste, Corumbá, São Paulo, Américo de Campos, Lavígnia e Pracinha. Nesta sexta-feira, participam da ação 160 policiais.

Os presos serão indiciados por tráfico internacional de entorpecentes, associação para o tráfico e receptação de carretas.

A operação, batizada de São Cristóvão, já realizou a apreensão de mais de 230 quilos de cocaína desde 2008, quando teve início. Além dos presos, a polícia apreendeu, nesta sexta-feira, R$ 250 mil, quatro carretas, cinco armas e uma motocileta.

Leia mais sobre operação policial

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.