Polícia Federal prende 17 pessoas em operação contra lavagem de dinheiro

SÃO PAULO - A Polícia Federal prendeu, nesta sexta-feira, 17 pessoas suspeitas dos crimes de evasão de divisas, câmbio ilegal, descaminho e lavagem de dinheiro. A Operação Harina cumpriu ainda 28 mandados de busca e apreensão.

Redação |

De acordo com a PF, os mandados foram cumpridos na capital paulista e em Santos, no Estado de São Paulo; em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul; e Três Lagoas, em Mato Grosso do Sul. A PF também contou com o apoio da Interpol para realizar prisões no Uruguai. Duas pessoas seguem foragidas.

Segundo a polícia, a quadrilha usava empresas fantasmas para fazer as operações de compra e venda e realizar importações com valores subfaturados. Os grupos realizavam, diariamente, operações conhecidas como dólar cabo, nas quais não há saída física da moeda, mas apenas um sistema extra-oficial de compensação entre doleiros e clientes.

A operação recebeu o nome de Harina em razão dos produtos serem provenientes da Argentina.

Os presos, se condenados, podem cumprir até 30 anos de prisão.

Leia mais sobre: lavagem de dinheiro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG