Polícia Federal fecha estúdio de TV clandestino em São Paulo

SÃO PAULO - A Polícia Federal fechou na tarde desta segunda-feira um estúdio de TV clandestino na zona leste de São Paulo. De acordo com a PF, a empresa realizava gravações de programas de várias emissoras do Brasil que eram enviados para outros países, principalmente para o Japão.

Redação |

A operação teve início com a prisão por pirataria de três brasileiros, em Kanagawa, no Japão, por comercializar cópias de programas da televisão brasileira, filmes e séries. Foram presos o diretor de uma empresa e dois funcionários. Os suspeitos teriam faturado cerca de cinco milhões de ienes em cinco anos.

Segundo a PF, todos eles seriam sócios de uma empresa em Toyama, mas as cópias pirateadas eram vendidas em outras províncias do Japão através de um sistema chamado takuhaibin (entrega a domicílio). O crime era cometido desde 2002.

Os policiais apreenderam material utilizado no estúdio e os acusados foram encaminhados para a Delegacia do Aeroporto, onde será avaliada a prisão em flagrante.

Leia mais sobre: Polícia Federal

    Leia tudo sobre: pf

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG