GOIÂNIA ¿ Uma pessoa foi presa e quatro mandados de busca foram cumpridos nesta terça-feira na Operação Casa Branca, da Polícia Federal. A operação teve como objetivo desbaratar uma quadrilha que praticava transações ilegais de moedas estrangeiras em Goiânia e Anápolis.

Segundo a PF, um escritório situado em Anápolis serviu de base para a investigação. No local eram feitas transações de alto valor, todas sem a autorização do Banco Central. As operações realizadas ficavam na faixa de 10 a 50 mil euros, sendo que, somente em uma negociação foi acordada a compra de 100 mil euros. O escritório atuava como um dos principais fornecedores de moedas estrangeiras para os mercados de Goiânia e Anápolis.

Já em Goiânia, os policiais encontraram uma agência de turismo que funcionava dentro de uma loja de conveniência, em um posto de gasolina. Além das atividades cotidianas, a empresa também servia de fachada para a comercialização ilegal de moedas estrangeiras.

De acordo com a PF, a pessoa presa na operação trabalhava nessa agência, no entanto, ela não foi detida pela atividade cambial ilícita. O suspeito foi preso por porte ilegal de arma e levado para uma delegacia da Polícia Civil.

Leia mais sobre: Operações da Polícia Federal

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.