Polícia Federal faz operação para coibir contrabando de cigarros

Operação "Marco 334" foi deflagrada na divisa entre o Brasil e o Paraguai

AE |

selo

Cerca de 170 policiais federais estão cumprindo na manhã de hoje 37 mandados de busca e apreensão, 26 mandados de prisão preventiva e 10 de condução coercitiva em 10 cidades do Mato Grosso do Sul e em Guaira, no Paraná, para coibir o contrabando de cigarros. Segundo a PF, a Justiça já determinou o sequestro de 81 contas bancárias e de 31 imóveis registrados em nome dos envolvidos. Até as 11 horas, cinco pessoas haviam sido presas.

A Operação "Marco 334" foi deflagrada com o objetivo de desarticular cinco organizações criminosas que atuavam no contrabando de cigarros na divisa entre o Brasil e o Paraguai, próximos às cidades de Mundo Novo e Eldorado, no Mato Grosso do Sul. As quadrilhas contrabandeavam cigarros para os Estados de São Paulo, Paraná e Minas Gerais e Goiás.

Durante 17 meses de investigação foram instaurados 40 inquéritos policiais, que resultaram na prisão de 57 pessoas e apreensão de 72 caminhões e carretas, além de 22 milhões de maços de cigarro. Somente o cigarro apreendido representa sonegação de aproximadamente R$ 11 milhões em impostos.

O nome da operação faz menção ao marco número 334, um dos 901 que marcam a divisa entre o Brasil e o Paraguai, situado entre as cidades de Mundo Novo e Japorã, um ponto de passagem estratégico para os contrabandistas em geral e, coincidentemente, o número do artigo do código penal brasileiro que criminaliza o contrabando e o descaminho.

    Leia tudo sobre: Operação Marco 334cigarrocontrabando

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG