Polícia Federal faz operação contra suposta quadrilha de doleiros no Rio Grande do Sul

PORTO ALEGRE - A Polícia Federal (PF) do Rio Grande do Sul realiza, nesta sexta-feira, a Operação Hércules para desarticular uma suposta quadrilha de doleiros, que seria especializada em enviar dinheiro ao exterior de forma ilegal. Serão cumpridos 18 mandados de prisão e 31 de busca e apreensão em Porto Alegre, Canoas, Gravataí, Novo Hamburgo e Guaíba.

Redação |

Segundo a PF, a suposta organização usava duas casas de câmbio regularmente constituídas de Porto Alegre para enviar milhões de dólares para o exterior. As casas seriam licenciadas apenas para efetuar trocas de moedas para turismo, mas o dinheiro arrecadado ilicitamente pela organização seria remetido através de um mercado paralelo de câmbio.

As investigações começaram em outubro de 2008, como continuidade da Operação Hidra Brasil-Uruguai, que investigou contrabando de ouro, prata e metais preciosos.

A Operação é coordenada pelo Grupo de Repressão a Crimes Financeiros e Lavagem de Dinheiro da PF e são cerca de 150 policiais mobilizados no cumprimento das ordens judiciais.

Os presos responderão por formação de quadrilha, crimes contra o sistema financeiro nacional e lavagem de dinheiro. As penas somadas podem alcançar a 30 anos de reclusão.

Leia mais sobre: crimes financeiros

    Leia tudo sobre: operaçãooperação da pf

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG