SÃO PAULO - A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quinta-feira a Operação Marambaia, com o objetivo de desarticular uma quadrilha de narcotraficantes internacionais que atuava nos Estados do Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul, São Paulo e Santa Catarina.

De acordo com informações da polícia, estão sendo cumpridos mandados de prisão preventiva e 11 mandados de busca e apreensão em Porto Alegre, Canoas, Alvorada, no Rio Grande do Sul, e Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul. A estimativa é de que a quadrilha distribuía 50 quilos de cocaína por mês.

Participam da operação 80 Policiais Federais do Rio Grande do Sul e do Mato Grosso do Sul. Além disso, a ação tem a participação de duas equipes do Grupo de Pronta Intervenção da Polícia Federal no Rio Grande do Sul (GPI), treinado e equipado para atuar em situações de risco.

Tráfico

O grupo criminoso era especializado na aquisição de cocaína na fronteira do Brasil com o Paraguai para abastecer traficantes em Porto Alegre. A droga normalmente era transportada escondida em veículos de passeio.

Durante as investigações, em julho deste ano, um carregamento de 16 quilos de cocaína foi interceptado na BR-101 no município de Torres, no Rio Grande do Sul. A droga estava escondida no paralama de uma camionete GM Montana. Na ocasião, um homem de 49 anos e sua filha, de 27, foram presos em flagrante.

Ainda segundo a polícia, os presos serão indiciados pelos crimes de tráfico internacional de drogas e associação para o tráfico.

Leia também:

Leia mais sobre: tráfico de drogas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.