SÃO PAULO - A Polícia Federal (PF) de São Paulo, em conjunto com o Ministério do Trabalho realizou, na manhã desta terça-feira, uma operação para desmantelar uma quadrilha especializada em cometer fraudes nos saques de seguro-desemprego. As irregularidades seriam realizadas a cerca de cinco anos. Na ação, uma pessoa foi presa em flagrante.

Foram apreendidos diversos documentos que, segundo a PF, comprovam as fraudes, incluindo espelhos de documentos de identidade em branco. Cerca de 10 a 12 pessoas deverão ser indiciadas por estelionato qualificado, falsificação de documentos públicos, falsidade ideológica e formação de quadrilha.

De acordo com a PF, os fraudadores agiam através da criação de empresas fantasma, de onde inseriam dados nos sistemas governamentais para, posteriormente, sacar o benefício.

Para possibilitar os saques foram falsificadas centenas de documentos de identidade, CPFs, PIS, entre outros.

De acordo com a PF, já foram identificados centenas de benefícios pagos irregularmente e outras centenas tiveram o pagamento bloqueado.

Leia também:

Leia mais sobre: Operações da Polícia Federal


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.