Polícia Federal de Pernambuco realiza maior apreensão de crack do ano

RECIFE ¿ A Polícia Federal de Pernambuco, em parceria com a Polícia Militar, realizou, nesta quinta-feira, a maior apreensão de crack do ano em Pernambuco. Os agentes prenderam o ambulante Igor de Holanda Cavalcanti, 29 anos, conhecido como Iraque, quando ele saía de sua residência, no bairro do Ibura, localizado em Jaboatão dos Guararapes, Zona Sul do Recife. Após uma busca na casa do traficante, os policiais encontraram 19 kg da droga no telhado da casa e outra parte enterrada numa área de mangue de difícil acesso, num galpão abandonado ao lado do Aeroporto Internacional dos Guararapes.

Agência Nordeste |

Ao todo, foram encontrados 61 pacotes que, juntos, totalizavam 19,1 kg de crack bruto. Com essa quantidade, poderiam ser produzidas cerca de 40 mil pedras para consumo. As investigações estavam a cargo da Delegacia de Repressão a Entorpecentes e se iniciaram há, aproximadamente, quatro meses, quando os policiais prenderam Erisson, comparsa de Iraque e detido com quase 16 kg de cocaína. Ele está cumprindo pena no presídio Aníbal Bruno.

De acordo com as informações apuradas pela PF, a dupla era responsável por organizar a distribuição de crack em vários pontos de venda na Região Metropolitana do Recife. A operação foi montada quando as investigações apontavam que Iraque armazenava a droga na própria casa, na Favela da Linha. Duas equipes se deslocaram ao local por volta das 20h e prenderam o suspeito. Igor não reagiu.

O traficante foi autuado em flagrante e pode pegar até 20 anos de reclusão. Além da droga, os agentes também apreenderam R$ 1,8 mil, US$ 10 e cinco celulares. Iraque assumiu ser o dono da droga, mas não soube informar quem lhe vendeu, pois o contato foi feito sem identificações. Ele não tinha antecedentes criminais e já traficava entorpecentes há seis meses, período o qual conseguiu arrecadar R$ 50 mil.

Iraque fez questão de ressaltar que o dinheiro apreendido em sua residência não era proveniente da venda de drogas. Segundo a PF, ele se comunicava com Erisson pelo telefone e através de visitas. O detento também será indiciado por tráfico, o que poderá aumentar sua pena.

Com este caso, já chega a 38 o número de flagrantes feitos pela polícia este ano, no Grande Recife. Até agora, 58 pessoas foram presas e 108 kg de cocaína tiradas de circulação.

Leia mais sobre: tráfico de drogas

    Leia tudo sobre: pernambucotráfico de drogas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG