Polícia faz reconstituição da morte de delegado no Paraná

José Antônio Zuba Oliva foi morto no dia 24 de agosto no camping Olho D'Água, no balneário Shangrilá

AE |

selo

A Polícia Civil do Paraná faz na manhã de hoje a reconstituição das mortes do delegado José Antônio Zuba Oliva, de Pontal do Paraná, e do servidor público Adilson da Silva, ocorridas no dia 24 do mês passado no camping Olho D'Água, no balneário Shangrilá, no litoral paranaense. A informação é da Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP-PR).

A reconstituição, que será feita por policiais do Centro de Operações Policiais Especiais (Cope) e do Instituto de Criminalística (IC), será realizada no local do crime, com base na versão dada pelas duas investigadoras que acompanhavam o delegado no dia em que ele foi assassinado. A versão dos dois homens presos suspeitos de envolvimento nos crimes, Paulo Roberto Pereira Quintal, de 36 anos, e Francisco Diego Vidal Coutinho, de 20 anos, também será considerada.

Quintal foi preso no último sábado em Santa Catarina, quando descia de um ônibus na Rodoviária Interestadual de Joinville. Ele estava foragido desde 26 de agosto, dia em que Felipe "Tex" e Paulo Aparecido Alves de Abreu, o "Gauchinho", foram mortos em confronto com policiais militares quando tentavam fugir. Coutinho foi preso no dia 24 do mês passado, horas depois do crime, e encaminhado para a sede do Cope, em Curitiba.

    Leia tudo sobre: assassinatocrimedelegado

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG