Polícia faz operação contra fraudes em medidores de energia elétrica em São Paulo

SÃO PAULO - A Polícia Federal cumpriu, nesta quinta-feira, 42 mandados de busca e apreensão durante a Operação Blackout, contra a fraude em medidores de energia elétrica instalados em estabelecimentos comerciais.

Redação |

A ação foi realizada em sete municípios do interior paulista - Sorocaba, Araçoiaba da Serra, Itu, Votorantim, Mairinque, Capela do Alto e Ibiúna - e foi um desdobramento da Operação Zepelim , também deflagrada nesta quinta. Os prejuízos à Companhia de Energia Elétrica de Piratininga são estimados em R$ 2 milhões.

Segundo a polícia, descobriu-se que as pessoas presas por envolvimento com a concessão de aposentadorias fraudadas também atuavam em uma firma prestadora de serviços de eletricista. No entanto, a atividade da empresa consistia em fraudar medidores de energia elétrica instalados em estabelecimentos comerciais de Sorocaba e região.

Em razão da fraude, a polícia verificou que as empresas que aderiram ao esquema conseguiam uma redução de aproximadamente 60% na conta de energia elétrica. Então, pagavam à quadrilha o correspondente a 30% do valor  economizado.

Além do prejuízo de R$ 2 milhões à fornecedora de energia elétrica, os crimes também provocavam o não recolhimento de tributos no valor aproximado de R$ 1 milhão. 

Leia também

Leia mais sobre : fraudes


    Leia tudo sobre: energia elétricafraudepolícia federal

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG