Tamanho do texto

Agentes do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) e da Força Nacional encontraram armas, bebidas e celulares nas celas dos presos do Presídio Militar de Alagoas, no bairro do Trapiche da Barra, em Maceió. Durante a revista os policiais apreenderam bebidas alcoólicas - cerveja, vodka e aguardente -, um revólver 38 com numeração raspada, 19 munições, seis celulares, oito carregadores e desativaram dois telefones públicos, instalados no pátio do presídio, que fica dentro da área administrada pela Polícia Militar (PM) de Alagoas.

Na operação, um cabo da PM, identificado como Vieira, foi preso e encaminhado para o Núcleo Integrado de Repressão ao Crime Organizado (Nirco). Ele foi autuado por posse ilegal de munição e arma de fogo. Segundo o diretor-geral da Polícia Civil, delegado Marcílio Barenco, cinco munições foram encontradas no alojamento do policial preso e o revólver estava escondido no lado externo de sua cela. "O cabo já estava em regime aberto e ainda não tinha deixado o presídio em razão de uma ameaça de morte."

O delegado disse ainda que a operação foi deflagrada a partir de denúncias anônimas, de pessoas que telefonaram para a Secretaria de Defesa Social, dizendo que os 28 presos especiais detidos no presídio militar estariam gozando de regalias. "As denúncias foram confirmadas. Só nos cabe agora apurá-las", afirmou Barenco. "Daqui por diante, cumpriremos toda determinação judicial e apuraremos todas as denúncias que chegarem a nós."