Polícia do RS investigará mortes de bebês nos últimos dois anos

A polícia gaúcha pediu a exumação dos corpos de bebês mortos no início deste ano no Hospital Universitário da Universidade Luterana do Brasil (Ulbra) em Canoas, na região metropolitana de Porto Alegre.

Agência Estado |

Os investigadores querem saber se há alguma relação entre as mortes o caso dos bebês que foram sedados por uma auxiliar de enfermagem da unidade.

A técnica Vanessa Pedroso Cordeiro foi presa no sábado, acusada de aplicar um sedativo a base de morfina em 11 recém-nascidos. Todos sobreviveram e estão bem, apesar de terem passado por complicações respiratórias.

Segundo o delegado titular da 1ª Delegacia de Polícia de Canoas, Guilherme Pacífico, é necessário verificar se existe alguma relação entre este caso e pelo menos dez mortes de bebês registradas na unidade no início do ano. "As mortes ocorreram em sequência e poderá ser pedida a exumação de pelo menos quatro corpos", disse o chefe das investigações, Sérgio Zolin.

Segundo a polícia, Vanessa, de 25 anos, teria confessado a sedação dos 11 bebês e alegado problemas mentais. Uma seringa com a droga foi encontrada em seus pertences. O advogado da auxiliar de enfermagem, no entanto, nega a confissão. Sérgio Assumpção ingressou sábado à noite com um pedido de liberdade provisória para Vanessa.

Leia mais sobre bebês

    Leia tudo sobre: bebes

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG