Polícia do Rio investiga morte de empresário alemão

Rio de Janeiro - A Polícia Civil em Parati, no litoral sul do Rio de Janeiro, está investigando a causa da morte do empresário alemão Christian Martin Wölffer, 68 anos. Ele saiu para nadar em uma praia de Parati e pouco depois acenou do mar pedindo socorro. Wölffer foi retirado da água por amigos e levado para o Hospital Municipal São Pedro de Alcântara, no bairro do Pontal, mas morreu antes de chegar ao local. Ele tinha um corte profundo no tórax.

Agência Brasil |

O corpo do empresário foi examinado no Instituto Médico Legal de Angra dos Reis, mas o laudo só ficará pronto em 30 dias. Para a polícia, o alemão pode ter sido atingido por uma lancha, mas os agentes ainda vão chamar para depor as pessoas que acompanhavam o empresário na casa onde passavam o Réveillon.

A Capitania dos Portos foi informada sobre o acidente. Segundo o capitão dos Portos, Lima Filho, a investigação só será iniciada após a divulgação do laudo do IML.

A Marinha do Brasil já está iniciando as apurações e estamos aguardando o resultado da causa da morte ser emitido pelo IML. Assim que tivermos mais informações e caso seja confirmado o acidente náutico, determinarei a abertura do competente inquérito administrativo para apurar os fatos, disse Lima Filho.

Ainda de acordo com o capitão, durante a fiscalização realizada no Réveillon nenhuma irregularidade foi encontrada nas balsas de Copacabana, Icaraí e Ramos, pontos da cidade do Rio onde houve grande queima de fogos.

Leia mais sobre: morte no réveillon

    Leia tudo sobre: mortereveillon

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG