Polícia deve realizar novas buscas no sítio de goleiro do Flamengo

Ontem, agentes encontraram fraldas, roupas femininas e uma passagem aérea

iG Rio de Janeiro |

A Polícia Civil deve realizar nesta terça-feira uma nova busca no sítio do goleiro Bruno, no município de Esmeraldas, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (MG). A investida terá como objetivo localizar possíveis vestígios de crime, como manchas de sangue. Para encontrar esses indícios, os policiais estão utilizando luminol, um tipo de agente químico especial capaz de fazer aparecer rastros de sangue invisíveis a olho nu.

Ontem, agentes da Delegacia de Homicídios de Contagem e homens do Corpo de Bombeiros realizaram buscas e escavações na propriedade do atleta do Flamengo por cerca de seis horas. Durante a ação, foram encontradas fraldas, roupas femininas e uma passagem aérea com nome ilegível. O material será enviado para avaliação de peritos do Instituto de Criminalística.

Bruno é considerado suspeito pela polícia pelo desaparecimento de sua ex-namorada Eliza Samudio, de 25 anos. Ela é mãe de Bruninho, que seria filho do jogador, de quatro meses, e está desaparecida há cerca de três semanas. Na última semana, a polícia recebeu uma denúncia de que a jovem havia sido espancada por três pessoas no sítio do goleiro.

Segundo investigações, o atleta do Flamengo não concordava em assumir a paternidade do suposto filho, nascido após o fim do namoro, no ano passado. O bebê, que também estava desaparecido, teria sido encontrado pela polícia na casa de uma amiga da atual mulher do jogador, Dayane Souza, e agora está sob a guarda do avô materno em Foz do Iguaçu (PR).

Vistoria

Como parte das investigações sobre o desaparecimento de Eliza, o carro pertencente ao Bruno poderá passar por perícia ainda nesta terça-feira. O Range Rover, emplacado no Rio, foi apreendido no último dia 8 durante uma blitz da Polícia Militar no município Contagem.

De acordo com informações do delegado do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa da Polícia de Minas Gerais (DHPP-MG), Edson Moreira, o carro era dirigido por um segurança de Bruno e foi apreendido por conta do licenciamento vencido.

Segundo o titular, vários objetos, incluindo peças femininas, estão no interior do carro e poderão ajudar nas investigações. Para o delegado, Bruno é o primeiro suspeito do desaparecimento de Eliza.

Afastamento

Na manhã de segunda-feira, a presidente do Flamengo, Patrícia Amorim, anunciou que Bruno ficará afastado por tempo indeterminado do restante do elenco rubro-negro. Segundo ela, o atleta não participará da intertemporada durante a pausa no Campeonato Brasileiro para a Copa do Mundo em Itu, no interior de São Paulo.

“Por enquanto, ele ficará treinando somente no Ninho do Urubu (CT do clube)”, afirmou, completando que a decisão foi tomada para que o atleta esteja disponível caso seja convocado a prestar depoimento.

*com informações da Agência Estado

    Leia tudo sobre: FlamengoBrunoinvestigaçãodesaparecimento

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG