Polícia detém suspeito de matar criança em Rio Claro

RIO CLARO - Uma equipe da Polícia Civil de Rio Claro, no interior de São Paulo, deteve, por volta das 6h deste sábado, um dos suspeitos de terem baleado a menina Gabriela Nunes de Araújo, de 8 anos, durante um assalto na noite de terça-feira.

Redação |

De acordo com informações da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Rio Claro, o adolescente de 17 anos foi apreendido no município de Dracena, a 634 km de São Paulo. Ele estava na casa de parentes do outro suspeito de ter participado do crime, que conseguiu fugir no momento em que a polícia chegou.

O delegado-titular da DIG, Paulo Nabuco, e mais 11 policiais participaram da ação, que também contou com a colaboração da polícia de Dracena. O adolescente deve chegar à delegacia de Rio Claro ainda na manhã deste sábado.

O crime

O crime aconteceu na noite da última terça-feira durante uma tentativa de assalto à casa da família de Gabriela, no condomínio de luxo Jardim Botânico, em Rio Claro.

Segundo a polícia, dois homens armados escalaram um muro protegido por cercas elétricas e câmeras de segurança, mas que não estariam funcionando. Durante o assalto, o alarme da casa disparou e um dos homens atirou na cabeça de Gabriela. Ela estava na casa com a irmã e uma babá.

Os suspeitos fugiram em um carro roubado no condomínio. Testemunhas apontaram dois suspeitos, um de 17 anos e outro de 20, com passagens pela polícia por furto e porte de drogas, como os autores do crime.

Morte cerebral

Gabriela teve morte cerebral confirmada por volta ds 10h30 de quinta-feira no Hospital Albert Einstein, da capital paulista. O corpo foi enterrado na tarde de sexta-feira no Cemitério Parque das Palmeiras. A família da menina autorizou a doação de órgãos.

Órgãos de menina morta serão doados:

Leia mais sobre: crimes

    Leia tudo sobre: assaltocrime

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG