Operação Themis prendeu 41 pessoas, entre elas um advogado e uma escrivã do Cartório da Vara do Júri e Execuções Penais de Itabuna

selo

A Polícia Civil da Bahia desarticulou hoje cinco quadrilhas de traficantes de drogas que agiam nos municípios de Itabuna, Ilhéus, Porto Seguro e Eunápolis, interior do Estado. A força tarefa, composta de 50 investigadores e oito delegados, resultou na prisão de 41 pessoas e na apreensão de cinco quilos de maconha, crack, além de armas, veículos, celulares, computadores, balança de precisão. Os policiais também encontraram R$ 3,2 mil.

Traficantes são presos pela Operação Themis
SSP/Bahia
Traficantes são presos pela Operação Themis
Entre os presos estão o advogado Bruno Halla e Sádia Consuelo Cândido Pitanga, escrivã do Cartório da Vara do Júri e Execuções Penais de Itabuna. Os investigadores apuraram que a escrivã - comparsa do advogado que tem vários traficantes como clientes - conseguia transferir e liberar ilegalmente presos da Justiça, e também interferir nos trâmites processuais, de forma a atrasar o andamento dos processos, para beneficiar a clientela de Halla.

De acordo com o delegado Moisés Damasceno, que coordenou a "Operação Themis", foram cumpridos na madrugada de hoje 34 mandados de prisão temporária, 16 deles contra infratores já recolhidos ao sistema prisional. Estão neste grupo os líderes do tráfico Bartolomeu Rocha Mangabeira (Bartô), Fábio Aurelino dos Santos (Binho Santa Inés), e Natércia Costa Brandão, que cumprem pena no presídio de Itabuna.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.