Polícia de AL apura golpe que usa sonífero em alimentos

Pelo menos dez pessoas já registraram boletim de ocorrência (B.O.

Agência Estado |

) após serem roubadas em um golpe que utiliza doces, biscoitos, frutas e refrigerantes com sonífero em Maceió, Alagoas. As vítimas são clientes de bancos abordados geralmente na saída da agência. Até mesmo um policial militar foi roubado do golpe. A polícia ainda não tem nenhum suspeito dos crimes.

De acordo com o delegado do 1º Distrito Policial (DP), Alcides Andrade, o crime ocorre há cerca de dois meses, mas a corporação encontra dificuldades em elaborar o perfil dos assaltantes. "Nem todo mundo que é roubado procura a polícia para elaborar o B.O., ou por medo ou por vergonha", explica. "Isto também dificulta uma campana e também não podemos levar as pessoas para fazer reconhecimento."

Os golpes geralmente são dados no horário de expediente dos bancos, principalmente na região central de Maceió, onde estão localizadas várias agências. "Teve um caso que o suspeito abordou o cliente dentro de uma agência da Caixa Econômica Federal, dando uma laranja", conta o delegado. O caso mais grave foi o de um idoso, que ficou internado por dois dias no Hospital Geral de Maceió por conta dos medicamentos colocados nos alimentos.

O criminoso geralmente aguarda a saída de um cliente e o aborda, tentando manter um relacionamento amistoso. Depois de um tempo de conversa, oferece um alimento, que quase sempre está em sua mão. Quando a vítima começa a passar mal, o bandido rouba os pertences, como celular, cartões de bancos e dinheiro, fingindo estar ajudando a pessoa. De acordo com o delegado, ainda não foi feita análise para apurar quais seriam as drogas inseridas.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG