Polícia Civil prende pai e filho acusados de estelionato no Rio

RIO DE JANEIRO ¿ Agentes da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF) prenderam pai e filho, ambos estelionatários, nesta sexta-feira. Os dois tinham oito mandados de prisão expedidos pela Justiça e respondem a pelos menos 15 processos por fraude.

Redação |

Acordo Ortográfico

Neli Alves de Oliveira, de 61 anos, e seu filho Neli Júnior, de 30 anos, são acusados de integrarem uma quadrilha que aplicou golpes nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Bahia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás e Pernambuco.

Oliveira, que também usava o nome de José Henrique Pereira, foi preso na porta do fórum de Santa Cruz, zona oeste do Rio, onde foi prestar depoimento em uma audiência judicial. Ele levou os agentes até seu filho, em Jacarepaguá, também na zona oeste, surpreendido quando saia de sua casa para trabalhar como taxista.

De acordo com os agentes, os criminosos abriam empresas e cooperativas "laranjas" e depois desapareciam com o dinheiro arrecadado. Em um dos golpes realizado pela dupla, em Mato Grosso, os cooperativados tiveram um prejuízo de cerca de R$ 3 milhões.

Os policiais da especializada informaram ainda que contra o pai e filho, tramita uma ação penal que já atingiu 20 volumes diante do grande número de lesados e vítimas da quadrilha. Os presos foram encaminhados para Mato Grosso.

Leia mais sobre: estelionato

    Leia tudo sobre: estelionatopolicia civilprejuízoquadrilhario de janeiro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG