Polícia Civil prende dois líderes do tráfico do Rio

Duas operações da Polícia Civil do Rio resultaram na prisão de dois chefes do tráfico de drogas na manhã de hoje. Na Ladeira dos Tabajaras, em Copacabana (zona sul), cerca de 100 agentes prenderam o chefe do tráfico local Deílson Henrique de Oliveira, o Vô, de 35 anos, em uma ação para localizar um paiol de armas, que não foi encontrado.

Agência Estado |

Um homem armado com uma pistola morreu ao trocar tiros com os policiais. Foram apreendidos um fuzil G3, uma espingarda calibre 12, duas pistolas, uma máquina para prensar drogas e pequena quantidade de maconha, cocaína e crack. Segundo a polícia, os traficantes do Morro Dona Marta ocupado pela Polícia Militar estão abrigados na Ladeira dos Tabajaras.

Ao ser preso, de acordo com a polícia, "Vô" estava com duas agendas cujas anotações revelam que a quadrilha possui 32 armas entre fuzis, escopetas e pistolas. As anotações apontam uma movimentação financeira semanal com a venda de drogas de R$ 98 mil. Também foram presos Fábio de Souza Egídio, de 28 anos, Gabriel Mendes da Silva, de 21 e Anderson da Silva.

Na zona norte, seis agentes da Delegacia de Combate às Drogas (Dcod) usaram o vazamento de informações sobre a operação policial na Ladeira dos Tabajaras para prender hoje, por volta das 6h30, na Favela do Rato Molhado, no Engenho Novo (zona norte), o traficante Wellington da Silva Assumpção,o "Tonton", de 26 anos. Segundo a polícia, "Tonton" era líder do tráfico no Morro da Mangueira e toda vez que era informado sobre a concentração de policiais para uma operação se refugiava na casa da mulher no Rato Molhado.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG