Polícia busca suspeitos por morte de líder do AfroReggae

A Polícia Civil divulgou o retrato falado de um dos homens que participaram do assalto e morte do coordenador do AfroReggae, Evandro João da Silva. O Instituto de Criminalística Carlos Éboli recebeu as imagens das câmaras para tentar depurá-las e facilitar sua identificação.

Agência Estado |

Ainda não há pistas sobre os suspeitos.

O capitão da Polícia Militar do Rio Dennys Leonard Nogueira Bizarro, 35 anos, e o cabo Marcos de Oliveira Sales, 35, prestaram depoimento e continuam presos administrativamente desde a noite de ontem, acusados de não prestar socorro ao coordenador do AfroReggae.

Os policiais vão responder por liberar os dois bandidos que atacaram a vítima, e por ficar com a jaqueta e o tênis que havia sido roubado. O crime ocorreu na madrugada de domingo, no Centro da cidade. Sem ajuda, Evandro não resistiu e morreu.

A prisão administrativa dos dois policiais vai até sábado. O comando da Polícia Militar, no entanto, informou que pretende pedir a prisão preventiva dos homens. Um inquérito policial militar (IPM) foi aberto e pode resultar na expulsão dos dois policiais, por desvio de conduta.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG