A polícia brasileira é responsável por uma parte considerável dos 48.000 homicídios registrados todos os anos no País e se beneficia de uma carta-branca para matar, denunciou nesta segunda-feira o relator especial da ONU para execuções sumárias.

"No Rio de Janeiro, os agentes da polícia matam três pessoas por dia e são responsáveis por mais de 18% de todas as mortes", afirma Philip Alston.

Trata-se de uma situação estimulada pelo "sistema atual, que dá uma carta-branca para as mortes cometidas pelos policiais", afirma o especialista em seu relatório ao Conselho dos Direitos Humanos em sessão plenária realizada em Genebra.

Leia mais sobre violência no Brasil

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.