Polícia brasileira prende 17 por tráfico internacional de drogas

Rio de Janeiro, 9 dez (EFE).- A Polícia Federal desarticulou hoje uma quadrilha de traficantes acusada de fornecer drogas ao Primeiro Comando da Capital (PCC), uma perigosa facção do estado de São Paulo, informaram hoje fontes oficiais.

EFE |

Na operação, deflagrada nos estados de Mato Grosso do Sul e São Paulo, foram detidas 17 pessoas pertencentes ao bando, integrado por brasileiros e paraguaios.

As autoridades não divulgaram a identidade nem a nacionalidade dos presos, já que restam mandados de busca e detenção a serem cumpridos.

A quadrilha, de nível internacional, atuava na cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero e em Ponta Porã (MS), ambas na fronteira entre Brasil e Paraguai, segundo um comunicado da Polícia.

A droga traficada, principalmente cocaína, entrava no país pelo Paraguai e era "recebida em São Paulo por membros do PCC, que a processavam e distribuíam a compradores de São Paulo e Rio de Janeiro", acrescenta a nota.

Segundo a Polícia Federal, a quadilha desarticulada era liderada por três traficantes presos no presídio de Ponta Porã.

O bando usava uma farmácia em Ponta Porã como fachada para negociar as transações e ocultar suas movimentações financeiras.

O proprietário do estabelecimento, que tem antecedentes criminais por ligação a um carregamento de 800 quilos de cocaína, foi uma das 17 pessoas detidas.

Dos presos, sete estavam em Ponta Porã; quatro, em Dourados, outro município do Mato Grosso do Sul, e os demais, em diferentes localidades do estado de São Paulo.

Entre os detidos também há um homem acusado de ter matado um policial paulista em 2003. EFE cm/sc

    Leia tudo sobre: drogas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG