Polícia apreende mil livros fotocopiados em Recife

Uma operação da Delegacia de Repressão aos Crimes contra a Propriedade Intelectual apreendeu hoje mais de mil livros fotocopiados em seis copiadoras que funcionam em um mesmo endereço, próximo à Universidade Católica de Pernambuco (Unicap), em Recife. Os livros, vendidos a um preço cerca de 70% mais baixo que o original, são cópias de títulos jurídicos.

Agência Estado |

De acordo com o delegado Paulo Rameh, seis funcionários das copiadoras que se encontravam no local foram detidos e liberados em seguida. Eles informaram os nomes dos proprietários, que serão indiciados por crime de violação ao direito autoral, para o qual estão previstas penas de prisão de dois a quatro anos.

A operação foi solicitada pela Associação Brasileira de Direitos Reprográficos (ABDR), que representa a maioria das editoras do País e identificou o "foco" das reproduções. "É uma prática conhecida no local", afirmou o advogado da associação, Dalízio Barros, que acompanhou a operação. "Das cinco maiores apreensões de livros piratas no País, duas foram no Recife e neste mesmo ponto", afirmou ele, ao lembrar que há um ano e meio foi realizada uma outra fiscalização no local, quando perto de mil livros xerocados foram também apreendidos.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG