Uma denúncia anônima levou a Polícia Militar (PM) a apreender na manhã desta quinta-feira cerca de 500 quilos de fogos de artifício que estavam escondidos dentro de uma oficina mecânica instalada na Vila Pires, em Santo André, no ABC paulista.

De acordo com informações iniciais da PM, o dono da oficina afirmou ser cunhado de Sandro Luiz Castellani, de 40 anos, proprietário da loja de fogos de artifício que explodiu na semana passada.

O homem ainda teria dito que os explosivos pertenciam a Castellani. Os fogos estavam cobertos com uma lona.

O caso foi encaminhado ao 3º Distrito Policial de Santo André, mesmo que investiga as causas do acidente do último dia 24, quando duas pessoas morreram em consequência da explosão de uma loja na região.

Leia mais sobre: fogos de artifício  - Santo André - explosão

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.