Polícia apreende animais silvestres em Guarulhos-SP

Uma denúncia anônima levou hoje policiais do 1º Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPAMB) a uma residência no bairro Lavras, em Guarulhos, na Grande São Paulo, onde eram vendidos animais silvestres, entre eles pássaros, jabutis, iguanas e araras. A moradora tentou impedir a fiscalização e responderá pelo crime de desobediência, que prevê pena de detenção de 1 a 3 anos.

Agência Estado |

O marido dela, que não estava presente, é egresso de prisão e eles serão indiciados em inquérito policial com base na Lei de Crimes Ambientais.

O sargento Isabo, que comandou a equipe mandada ao local, afirmou que Bruna de Souza Santos, de 20 anos, tentou impedir a entrada dos policiais, afirmando que eles não tinham mandado de busca e apreensão, que não é necessário para ato de fiscalização ambiental. Enquanto os policiais eram mantidos fora da casa, 20 filhotes de araras eram retirados de um quarto e levados para um porão, no fundo do quintal, debaixo do abrigo de um cão rottweiler.

"Pedi reforço policial e, quando chegou, entramos na casa, onde encontramos os animais silvestres sendo escondidos naquele porão. Por sorte, o cão não feriu nenhum dos policiais", disse Isabo. O marido dela, Marco Antônio Alves Plácido, de 34 anos, acusado de co-autoria no crime ambiental, é egresso de um presídio onde esteve preso por receptação de carros roubados.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG