RIO DE JANEIRO ¿ Agentes da Superintendência de Inteligência do Sistema Penitenciário (Sispen) e da 21ª Promotoria de Investigação Penal (PIP) do Ministério Público Estadual apreenderam, na manhã desta segunda-feira, 100 quilos de maconha e prenderam dois suspeitos nas proximidades da Rodoviária Novo Rio, na zona portuária da capital.


De acordo com informações da assessoria da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), Paulo Jorge Gonzaga Nunes enviou a droga embalada em quatro tonéis no veículo de uma transportadora de Osasco, na Grande São Paulo.

O entorpecente foi enviado como se fosse uma carga de produtos de limpeza. O suspeito veio para a capital carioca em um ônibus que parou na Rodoviária Novo Rio no começo da manhã. Ele possuía notas fiscais fraudadas que comprovariam que a carga que trazia era material de limpeza.

Ao chegar ao Rio, o suspeito pegou o material no balcão da transportadora, que fica no interior da rodoviária, e repassou a carga acondicionada em 36 tabletes para Wanderson Alberto da Silva. Os agentes do Sispen, que estavam monitorando a dupla, prenderam os dois em flagrante, quando Wanderson colocava a droga em uma Kombi.

Segundo a Seap, a droga seria destinada à favela da Vila dos Pinheiros, situada no Complexo da Maré, na zona norte do Rio e poderia ser encaminhada para o Complexo do Alemão e para o presídio de Bangu 4, pois Wanderson é irmão do detendo Whygson Zanadre Gonçalves, responsável pela distribuição da droga na carceragem.

O caso foi registrado na 17ª DP (São Cristóvão)

Leia mais sobre: apreensão

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.