Polícia acha camisa de suspeito de agredir casal no Paraná

CURITIBA - A polícia civil do Paraná encontrou, nesta segunda-feira, durante busca no Morro do Boi, em Caiobá, no litoral do Paraná, uma camiseta que pode ser do agressor do casal Ozires del Corso, de 22 anos, e sua namorada, Monique, 23.

Redação com Agência Estado |

Corso foi morto ao tentar impedir que a sua namorada fosse estuprada. Ao tentar fugir, a jovem também levou dois tiros do agressor, que ainda voltou ao local do crime, horas mais tarde, e violentou sexualmente Monique.

Segundo a Secretaria de Segurança do Estado, a camiseta encontrada tem as mesmas características dadas pela jovem e por pessoas ouvidas pela polícia.

A polícia confirmou também, por meio de relatos dos médicos que conversaram com Monique durante o resgate da moça até o quartel de bombeiros de Matinhos, que o homem que cometeu os crimes abordou o casal já com a intenção de estuprar a jovem. Segundo a secretaria, em momento algum o criminoso se ofereceu para guiá-los até a praia.

A polícia aguarda a liberação da jovem do Hospital Vita Curitiba, na capital paranaense, para onde ela foi transferida na segunda-feira, para fazer um retrato-falado do suspeito. 

Ainda na segunda-feira, foi divulgado um perfil do suspeito, baseado em conversas feitas com a jovem, com os médicos e com policiais. De acordo com a secretaria, o homem tem altura variando entre 1,70 m e 1,85m, tem estrutura física grande e uma barriga. A cor dos olhos é castanho claro e a cor da pele é moreno claro, com cabelos curtos e enrolados, com entradas de calvície na testa.

Força-tarefa

O secretário da Segurança Pública do Paraná, Luiz Fernando Delazari, determinou uma força-tarefa para investigar o crime cometido contra o casal. Participam da força-tarefa cinco delegados comandando quatro equipes de policiais, formadas por 14 investigadores e policiais da Agência de Inteligência da Polícia Militar. Segundo a SSP, a força-tarefa possui várias linhas de investigação, que estão seguindo algumas pistas já existentes.

O caso

Ozires del Corso morreu neste sábado ao tentar salvar a namorada de uma tentativa de estupro em Matinhos, no Paraná. As informações iniciais eram de que o casal teria ido ao local para passar o fim de semana com a família do jovem.

Os dois encontraram um desconhecido na praia, que teria tentado abusar sexualmente da menina. Del Corso reagiu e foi baleado no peito. Ao ver o namorado morto, ela tentou escapar, mas também foi baleada.

O suspeito fugiu após os disparos, mas, de acordo com os bombeiros, voltou mais tarde para estuprar a moça, que não tinha condições de se locomover após ter sido baleada. O casal foi encontrado na tarde de domingo.

Leia mais sobre : abuso sexual

    Leia tudo sobre: abuso sexualcuritibaparaná

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG