Poko Pano traz moda praia embalada pela Bossa Nova

Embalados pela música de Vinicius de Moraes, Tom Jobim e João Gilberto, volumes, transparências e tons suaves dominaram o final da tarde deste domingo no Pavilhão da Bienal, no Parque do Ibirapuera, zona sul da cidade. A estilista Paola Robba desenvolveu a coleção de verão da Poko Pano numa atmosfera ampla de inspirações.

Agência Estado |

Os primeiros biquínis e maiôs foram baseados no estilo retrô dos anos 50 - as calcinhas surgem lá em cima, bem acima do umbigo e os sutiãs mais simples e em tons suaves, como o azul e o rosa.

Conforme a melodia da música, as peças foram se diluindo e chegaram ao século 21, com geometrismo inspirado na arquitetura atual. Biquínis com faixas largas nas laterais das peças inferiores, com a presença de nós e laços, tanto nos modelos de cortininha, tomara-que-caia e sutiã tradicional. Já os maiôs surgiram mais discretos, com poucos modelos vazados e ousados. As cores, pouco vibrantes, começaram no rosa claro, branco, verde-água e azul acinzentado e chegaram ao marrom, preto e branco. O desfile mostrou diversas peças que combinaram a tradicional dupla "preto-e-branco", que proporcionou um ar sofisticado as peças.

Estamparias digitais com elementos naturais, como a madeira e o píton, estavam presentes nos biquínis e sungões. Vale destacar que a estilista não encarou a onda das novas modelagens das peças masculinas, que vieram em algumas grifes em tamanhos minúsculos. Aplicações e bordados em alguns biquínis e maiôs deram um tom glamouroso ao desfile.

O destaque ficou com a presença da ex-modelo Luiza Brunet, que apareceu com dois looks - o primeiro era um short preto acima do umbigo e com um sutiã tradicional; já o segundo, um "biquíni-vestido" curtíssimo, arrancou assobios e aplausos com sua viradinha no meio da passarela. Um verão sofisticado, mas sem cores extravagantes.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG