Poeta e político da Martinica Aimé Césaire falece aos 94 anos

Paris, 17 abr (EFE).- O poeta e político Aimé Césaire, da ilha da Martinica, no Caribe, faleceu hoje aos 94 anos de idade em um hospital de Fort-de-France onde estava internado fazia uma semana, informaram meios de imprensa locais.

EFE |

Considerado o apóstolo da "negritude" junto ao senegalês Léopold Sédar Senghor e o guianense Léon-Gontran Damas, Césaire foi durante anos deputado da ilha de Martinica e prefeito da capital, permanecendo como prefeito de honra até sua morte.

Césaire, nascido na ilha caribenha no dia 26 de junho de 1913, utilizou pela primeira vez o conceito de "negritude" em seu livro de poemas "Cahier d'un retour au pays natal" (Caderno do retorno ao país natal), de 1947.

Além do emblemático livro, a publicação, em 1950, de seu "Discurso sobre o colonialismo" amplificou o eco de suas posições no Caribe e na África e contribuiu para dar a sua obra um caráter universal.

O poeta foi internado no dia 9 de abril por problemas cardíacos no hospital universitário de Fort-de-France e em seguida foi transferido para a unidade de tratamento intensivo dado seu grave estado de saúde. EFE lmpg/fb

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG