PM-SP pede apoio de bancos no combate a assaltos

A Polícia Militar de Santos pediu o apoio das agências bancárias da cidade no combate a assaltos na saída dos bancos. Em conjunto com dirigentes da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), o Comandante da PM de Santos, Armando Bezerra Leite, se reuniu essa semana com 100 gerentes de bancos.

Agência Estado |

De acordo com o comandante, os encontros foram realizados com o objetivo de envolver os funcionários dos bancos em ações preventivas para diminuir ou evitar o crime, que consiste no assalto momentos após os clientes terem realizado saques de quantias significativas, entre R$ 2 e R$ 5 mi). Esse ano, pelo menos 45 pessoas foram vítimas da "saidinha de banco" em Santos.

"A gente entende que apesar do fato não acontecer no interior da agência, o banco de alguma forma pode contribuir tentando identificar o olheiro, porque nesse tipo de crime geralmente há um comparsa que fica no interior ou próximo da agência tentando identificar as vítimas", explicou Leite.

A maior preocupação da PM é a vítima reagir e acabar sendo baleada. "Como o valor é alto, a possibilidade de a vítima pensar em reagir é muito grande para não perder aquele dinheiro. Pelo outro lado, o criminoso não é um oportunista e ele é geralmente violento, ele está armado e o potencial de risco de morte é muito grande", completou o comandante, afirmando que a iniciativa de reunir gerentes de banco e oficiais da PM é pioneira e deverá ser expandida para outras regiões do Estado.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG