PMs são afastados por tirar fotos com vaca da Cow Parade em Santa Catarina

Agentes são flagrados brincando com estátua em Florianópolis. Imagem foi registrada em novembro do ano passado em frente ao Mercado Público

iG São Paulo |

Quatro policiais militares de Santa Catarina foram flagrados tirando fotos com uma escultura da Cow Parade, no centro de Florianópolis. O registro foi feito em novembro do ano passado, mas eles já foram identificados e afastados, segundo informações da Polícia Militar (PM) do Estado.

Futura Press
PMs são flagrados com estátua em novembro. Fotógrafo foi chamado para prestar depoimento

A Polícia Militar está tomando providências para que todos os envolvidos, inclusive o fotógrafo, sejam ouvidos, para depois aplicar a punição necessária. Os PMs responderão a processo administrativo. Na foto é possível ver quatro agentes tirandos brincando e fazendo gestos obscenos com a escultura instalada em frente ao Mercado Público de Florianópolis.

A mostra Cow Parade, que reúne vacas esculpidas em fibra de vidro espalhadas em diversos pontos da cidade, começou em novembro de 2011 em Santa Catarina e terminou em janeiro de 2012. As esculturas são expostas em espaços públicos com visitação gratuita.

Flagra

Recém-formado em fotografia, o jovem Eduardo Valente, de 20 anos, contou ao iG  que ficou surpreso com a repercussão que sua imagem teve na internet. "Não tinha a intenção de tirar o emprego deles. Fotografei por instinto", disse. No momento do flagra, Valente realizava um trabalho acadêmico com uma colega de classe na torre do Mercado Público.

O fotógrafo explicou ainda que a imagem foi parar nas redes sociais após ele ter divulgado seu portfólio para inúmeras agências de fotojornalismo enquanto buscava emprego. "Alguém deve ter achado engraçado, salvou a foto e jogou no Facebook . Como já caiu na rede, resolvi explicar para as agências como isso aconteceu".

Valente não concorda com o possível gesto sexual do agente ao lado da estátua, mas é cauteloso ao criticar a postura policial. "Não é certo. Porém, não posso afirmar que o PM estava fazendo gestos obscenos", concluiu. 

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG