Os quatro policiais militares envolvidos na perseguição a um carro roubado que resultou na morte do administrador de empresas Luiz Carlos da Soares da Costa, de 36 anos, na noite de segunda-feira, serão chamados para prestar novos depoimentos na 17ª Delegacia de Polícia. O delegado José de Moraes Ferreira quer saber porque eles mentiram sobre a localização da arma do assaltante Jefferson dos Santos Leal, de 18 anos, que morreu ontem no hospital onde estava internado.

Na primeira versão, eles afirmaram que a pistola estava dentro do carro, sob os pés do passageiro - Luiz Carlos.

No entanto, imagens do SBT entregues ontem ao delegado mostram que a arma foi encontrada do lado de fora do carro. Ferreira afirmou também que "há perda considerável" na perícia porque os PMs desfizeram o local do crime, ao tirar o carro da via.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.