PMs devem depor sobre morte de menino no RJ

O delegado Carlos Eduardo Almeida, que investiga a morte de um menino de 8 anos na favela Baixa do Sapateiro, no Complexo da Maré (zona norte), na quinta-feira, vai convocar novamente para depor os quatro policiais militares que estavam próximos ao local na hora do crime. Matheus Rodrigues Carvalho, de 8 anos, foi baleado na cabeça quando saía de casa para comprar pão.

Agência Estado |

Moradores dizem que, por ele estar apoiado em uma mureta, teria sido confundido pelos PMs com um criminoso. Em um primeiro depoimento, os PMs disseram que o garoto teria sido atingido por uma bala perdida numa troca de tiros com traficantes.

Almeida quer determinar o local exato onde estavam os policiais militares na hora em que Matheus foi atingido. O delegado quer saber ainda se os policiais militares forneceram a numeração correta do carro em que estavam, tendo em vista que supostas testemunhas do crime teriam ligado para a 21ª Delegacia de Polícia fornecendo dígitos diferentes de identificação do veículo. Os quatro fuzis e as quatro pistolas dos policiais já foram recolhidas e encaminhados para perícia. Nenhum morador da favela esteve até o momento na DP para prestar depoimento, apesar de muitos deles terem dito, durante o enterro do garoto, ontem, que testemunharam o crime.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG