BRASÍLIA - O PMDB ficou com as presidências das principais comissões permanentes da Câmara na distribuição dos cargos entre os partidos, cuja ordem de escolha segue o tamanho das bancadas. São 20 comissões temáticas e a escolha foi feita nesta terça-feira em reunião com o presidente da Casa, Michel Temer (PMDB-SP).

Os partidos terão até o dia 3 de março para indicarem os presidentes. As comissões serão instaladas, com a eleição dos presidentes, no dia 4 de março.

O PMDB manteve o controle da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), por onde passam todos os projetos da Câmara e que tem o poder de barrar propostas de emendas constitucionais, por exemplo. O indicado deverá ser o deputado Tadeu Filippelli (PMDB-DF), do mesmo grupo do presidente anterior Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e do antecessor Leonardo Picciani (PMDB-RJ).

Ficará também sob o comando do PMDB uma das comissões mais cobiçadas neste ano, a de Minas e Energia. O aumento da importância da comissão cresce com as discussões sobre a definição da exploração do petróleo na camada pré-sal e por projetos do Programa de Aceleração de Crescimento (PAC). O partido também vai presidir a comissão de Seguridade Social.

A comissão de Finanças e Tributação, por onde passam os projetos da área econômica, será presidida pelo PT. Os petistas também ficaram com as presidências da comissão de Educação e Cultura e da comissão de Direitos Humanos. Partido de oposição, o PSDB vai comandar a comissão de Fiscalização e Controle com o foco principal de fiscalizar ações do Executivo. Os tucanos também comandarão a comissão de Ciência e Tecnologia e a de Meio Ambiente.

A comissão de Transportes coube ao PR e a de Trabalho ao PTB. A comissão de Agricultura será presidida por um deputado do DEM, partido cujo líder Ronaldo Caiado (GO) integra a bancada ruralista. O DEM comandará também a comissão de Desenvolvimento Urbano.

O PPS vai presidir a comissão de Segurança Pública. O PP irá comandar a de Turismo e a de Legislação Participativa. A comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional será presidida por um deputado do PDT, a de Defesa do Consumidor e de Desenvolvimento Econômico por parlamentares do PSB.

Leia mais sobre: Câmara dos Deputados

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.