BRASÍLIA - A senadora Roseana Sarney (PMDB-MA), disse nesta sexta-feira que o PSDB vai fazer falta na candidatura de seu pai, José Sarney (PMDB-AP), à presidência do Senado. Apesar disso, ela garante que o ex-presidente já conta com os votos necessários para a vitória.

"Vai fazer falta. Mas na contabilidade dos votos, que é o que vocês querem saber, acho que não vai mudar muita coisa", disse.

Pelas contas do PMDB, Sarney teria pelo menos 46 votos, cinco a mais que os 41 necessários para a eleição da presidência. O cálculo eleitoral do novo quadro da disputa, com o PSDB apoiando Tião Viana (PT-AC), está sendo feito na casa de Sarney, onde os peemedebistas estão reunidos desde esta manhã.

Ainda sobre o voo dos tucanos para o PT, Roseana se disse surpresa com a decisão. "Eles estiveram conosco ontem, com tranquilidade (...) Acho que foi mais ou menos uma surpresa", disse.

Por fim Roseana negou que seu pai tenha qualquer intenção de renunciar à sua candidatura, uma vez que o jogo, por mais que esteja a favor de Sarney, tornou-se mais perigoso com o apoio tucano a Tião.

"A partir do momento que ele entrou para ser candidato ele aceitou o jogo", disse.

Leia mais sobre: eleições no Congresso

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.