PMDB decide ignorar formalmente acusações de Jarbas Vasconcelos

BRASÍLIA (Reuters) - A direção do PMDB preferiu ignorar formalmente as declarações do senador Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE). Em nota divulgada nesta segunda-feira, a Executiva Nacional do partido decidiu não dar maior relevo ao desabafo do parlamentar. A Comissão Executiva Nacional do PMDB declara que não dará maior atenção a ela em razão da generalidade das alegações, destacou a nota.

Reuters |

"(Vasconcelos) Não aponta nenhum fato concreto que fundamente suas declarações. Ademais, lança a pecha de corrupção a todo sistema partidário quando diz 'a corrupção está impregnada em todos os partidos'", acrescentou a direção do PMDB.

Em entrevista à revista Veja, o parlamentar afirmou que boa parte do seu partido é corrupta. O senador classificou a eleição do peemedebista José Sarney (AP) à presidência do Senado como um "completo retrocesso", e criticou o novo líder do PMDB na Casa, Renan Calheiros (AL).

Na opinião de Vasconcelos, Renan não tem "nenhuma condição moral ou política para ser senador, quanto mais para liderar qualquer partido".

Ex-presidente da Casa, Renan Calheiros deixou o cargo em meio a denúncias de que recebia ajuda de um lobista para pagar a pensão de uma filha.

Vasconcelos marcou uma entrevista coletiva em seu gabinete no final da tarde desta segunda-feira.

(Reportagem de Fernando Exman)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG