Três homens foram presos em flagrante acusados pela polícia de roubarem uma residência no Planalto Paulista, zona sul de São Paulo, na noite de ontem. A Polícia Militar (PM) chegou ao local enquanto os bandidos ainda estavam dentro da casa, onde faziam três pessoas reféns.

Eles tentaram fugir, mas foram localizados pelo helicóptero da corporação e capturados em cima do telhado de um imóvel vizinho.

O dono da residência, um engenheiro de 48 anos, contou que tentava consertar a maçaneta do portão de entrada enquanto conversava com o vigia da rua, quando foram rendidos. Dois homens que desceram de um carro abordaram as vítimas. Um deles estava armado. "Pensei em tentar fechar o portão, mas achei que não daria tempo para trancar, então não fiz nenhum movimento brusco", contou o engenheiro.

As duas vítimas foram levadas para dentro da casa, onde estava o filho do engenheiro, um estudante de 17 anos. Um terceiro assaltante entrou em seguida. O adolescente, o pai e o vigia foram mantidos sentados no sofá da sala, sob a mira de um revólver. Conforme o relato das vítimas, enquanto reuniam os objetos que pretendiam roubar, os bandidos perguntaram por diversas vezes se mais alguém chegaria à residência e diziam que se isso acontecesse, matariam todos. Segundo o engenheiro, os criminosos também ameaçaram sequestrar o seu filho.

Cerca de dez minutos após a abordagem dos bandidos, a polícia chegou ao local avisada por uma testemunha que presenciou a ação dos criminosos. PMs cercaram a casa. O Helicóptero Águia também foi mandado ao local em seguida. Os três assaltantes perceberam a movimentação e um deles subiu na varanda. Ao ver as viaturas, ele avisou os comparsas e todos resolveram fugir, deixando para trás uma televisão que já haviam separado para levar.

Prisão

Os suspeitos fugiram da residência pelos fundos e foram localizados em cima do telhado de uma casa vizinha pelo helicóptero. Com eles, os policiais apreenderam R$ 284,00, celulares e relógios roubados das vítimas, além de um revólver com a numeração raspada. O carro usado pelo trio também foi apreendido. O veículo foi roubado no último dia 13 no Grajaú, na zona sul da capital paulista.

Luan Bruno Gomes, de 19 anos, Willian Márcio Luiz Ferreira de Jesus, de 27 e Edmilson Costa Lima Romano, de 24, foram levados ao 27º Distrito Policial (Campo Belo). Eles responderão por roubo. De acordo com a polícia, Jesus e Romano já tinham passagens na polícia por roubo e porte ilegal de arma.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.