Dois acusados de assaltar o repórter Fabrício Battaglini, do programa Mais Você, da Rede Globo, morreram anteontem ao supostamente trocarem tiros com policiais militares na região do Cursino, na zona sul de São Paulo. A perseguição e o tiroteio ocorreram cerca de meia hora depois do roubo.

Baleados, Flávio Barbosa de Almeida, de 28 anos, e Sérgio Luis de Sousa Silva, de 22, já chegaram mortos ao Hospital Arthur Ribeiro de Saboya, segundo a Secretaria Municipal de Saúde.

O ataque ao jornalista ocorreu à noite na Avenida Miruna, em Indianópolis, também na zona sul. Battaglini, de 34 anos, conversava com parentes na calçada da avenida, quando foi abordado por quatro ladrões em duas motos, que levaram uma aliança, um celular e R$ 42 em dinheiro.

Pouco depois, policiais do 3º Batalhão da Polícia Militar (PM) que patrulhavam a região foram avisados sobre a ocorrência e se depararam com duas motocicletas trafegando em alta velocidade na Avenida dos Bandeirantes, na mesma região. Os veículos tinham as características informadas pelas vítimas.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), ao receberem a ordem da PM para parar, os suspeitos que estavam nas garupas das duas motos sacaram armas e atiraram contra as viaturas. Os policiais reagiram e também dispararam. Ainda de acordo com a secretaria, os ocupantes de uma das motos conseguiram fugir. Na outra, estavam Almeida e Silva. Eles foram seguidos até o cruzamento da Rua Abeylard Queirós com a Avenida Miguel Estéfano, onde perderam o controle da moto e caíram. Apesar do acidente, um deles ainda atirou contra os policiais, segundo a secretaria. No revide, os PMs alvejaram os dois acusados.

O revólver calibre 38 utilizado por um dos acusados foi apreendido e será periciado. As armas dos policiais envolvidos na ação também foram recolhidas. Segundo a secretaria, Battaglini foi ao hospital e reconheceu Almeida como um dos assaltantes. Os pertences do jornalista foram recuperados e devolvidos. Almeida e Silva já tinham passagem pela polícia. O caso foi registrado como roubo no 35º Distrito Policial (DP), de Jabaquara. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.