O soldado da Polícia Militar (PM) Adailton da Silva, que trabalhava na 20.ª Companhia Independente da corporação, em Santo Amaro, no Recôncavo Baiano, foi preso ontem depois de tentar subornar colegas que haviam efetuado a prisão em flagrante de duas pessoas, acusadas de tráfico de drogas.

Os agentes prenderam o soldado após fingirem aceitar um acordo para soltar os detidos.

De acordo com a PM, depois de receber uma denúncia anônima, uma equipe da corporação foi encaminhada para Candeias, na região metropolitana de Salvador, onde localizou um carro no qual dois homens levavam dois quilos de cocaína, outros dois de crack e armas. Durante a prisão dos criminosos, o celular de um deles tocou. Era o policial, que fez uma oferta de R$ 10 mil para que os acusados fossem soltos.

Os PMs envolvidos na operação então fingiram concordar com o suborno e marcaram um lugar para receber o dinheiro. No local combinado, eles prenderam Pinho, que foi levado para a Unidade Prisional Militar em Lauro de Freitas, também na região metropolitana. Os dois outros presos foram encaminhados para a 20.ª Delegacia, em Candeias.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.