PM é enterrado como herói no Rio; mortos chegam a 25

Cerca de 800 pessoas participaram nesta tarde do sepultamento do cabo Izo Gomes Patrício, 36 anos, terceiro tripulante do helicóptero da Polícia Militar do Rio que morreu após o equipamento ser abatido por traficante do Morro dos Macacos, em Vila Isabel, na manhã de sábado. Familiares evitaram fazer críticas à corporação e disseram que o policial morreu como herói.

Agência Estado |

No mesmo momento em que o cabo era sepultado, um corpo foi deixado em um dos acessos ao Morro dos Macacos dentro de um carrinho de supermercado.

De acordo com a PM, o número de mortos desde o início da crise chega a 25 - entre policiais, bandidos e vítimas inocentes. A Polícia mantém um esquema reforçado de segurança na região.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG