Planta encontrada no cerrado tem substância anticancerígena

SÃO PAULO - Pesquisadores da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) identificaram em uma planta popularmente conhecida como sucupira, uma substância que é capaz de inibir o crescimento de células de câncer de próstata.

Redação |

Acordo Ortográfico

A planta, cujo nome científico é Pterodon pubescens Benth, é originária do cerrado e é tradicionalmente conhecida por seu efeito anti-inflamatório e pelo combate à dor.

Os testes da substância vão começar em 2009 e camundongos serão utilizados. A coordenação do estudo será de Mary Ann Foglio, do programa de pós-graduação do Departamento  de Farmacologia Farmacologia, Anestesiologia e Terapêutica da Faculdade de Odontologia da Unicamp.

A coodenadora disse à agência FAPESP (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) que outras substâncias semelhantes mostraram efeito parecido em relação ao câncer, mas a que foi extraída do óleo da semente da sucupira é a mais potente.

A pesquisa foi baseada em dados que relacionam a atividade antiinflamatória com o controle do crescimento de alguns tipos de tumor, especialmente no sistema digestivo.

No fracionamento o óleo de semente da planta foram encontradas cerca de 30 substâncias interessantes, e sete delas foram isoladas para a comparação de seus efeitos.

Leia mais sobre: câncer

    Leia tudo sobre: câncer

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG