A Secretaria de Segurança Pública do Rio deve trabalhar com uma meta em torno de 6% de queda dos homicídios até 2014. O número foi antecipado nesta segunda-feira pelo subsecretário de Planejamento, Roberto Sá, mas só deve ser confirmado na divulgação do planejamento estratégico do período.

Segundo o secretário José Mariano Beltrame, o documento está pronto, mas ainda não tem data para ser divulgado.

A previsão de queda é mais ambiciosa do que o resultado de 2009, quando cresceu 1,3% o número de homicídios dolosos em relação ano anterior. É mais modesto, porém, do que a meta de redução traçada para o segundo semestre de 2009 ¿ a Secretaria de Segurança Pública previa uma queda de 11,7% em relação ao mesmo período do ano anterior. A redução dos últimos seis meses de 2009 acabou em 9%, patamar considerado satisfatório pelo secretário José Mariano Beltrame.

Fizemos uma previsão alta demais justamente porque não tínhamos planejamento científico, justificou Beltrame. Agora temos, emendou. Segundo ele, a partir de junho do ano passado várias ações estratégicas se combinaram a esse planejamento. Não existe solução mágica. Isso leva tempo, afirmou.

O subsecretário Roberto Sá informou ainda que o planejamento estratégico de 2010-2014 contemplará a preocupação com a Copa do Mundo de 2014 e a Olimpíada de 2016. Segundo ele, se o Rio cumprir a meta de 6% de redução dos homicídios, em oito anos o estado terá promovido uma queda de 40% na taxa de homicídios por cem mil habitantes.

Em 2006, primeiro ano do governo de Sérgio Cabral, a taxa era de 39,8% por cem mil habitantes. Em 2009, ficou em 34,6%.

Se a meta em torno de 6% de queda ao ano for mantida até 2014, será possível poupar cerca de 1.540 vidas até lá.

Leia mais sobre homicídios

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.