Tamanho do texto

Francisco de Assis exibe pingüim que pegou na Praia da Lenha, no Bonfim, em Salvador (BA), nesta sexta-feira. O Instituto Mamíferos Aquáticos (IMA) fez, na quinta-feira, a primeira denúncia formal de venda de pingüins na Bahia ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Os animais, da espécie pingüim-de-magalhães, seriam vendidos por cerca de R$ 500 por moradores das praias da capital baiana. Atualmente, 120 aves estão abrigadas sob o teto do IMA e os cuidados de veterinários e biólogos.

AE

Espírito Santo

No Espírito Santo, biólogos pedem a ajuda da população para salvar as dezenas de pingüins que apareceram no litoral. Assista ao vídeo abaixo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.