Pingente de ouro desvia bala de aposentada em assalto

O pingente de ouro no pescoço salvou a vida da aposentada Elinita Félix de Novaes, de 66 anos, ferida de raspão por um tiro durante assalto, às 9 horas de ontem, no Balneário Mar Paulista, na zona sul de São Paulo. A bala, no entanto, alojou-se na boca do afilhado dela, de 8 anos.

Agência Estado |

Os dois foram medicados no Pronto-Socorro de Pedreira.

As vítimas estavam dentro do carro e voltavam da praia, em Itanhaém, litoral sul, quando foram atacadas por dois ladrões na Rua Rodrigues de Medeiros. Segundo a Polícia Civil, os assaltantes desceram de um veículo roubado e queriam trocar de automóvel. Armados, exigiram que as vítimas saíssem do carro. Também estavam no veículo Claudete, a mãe do menino, e o namorado dela, Yassuo Arake Filho, dono do automóvel. Ninguém reagiu. Mesmo assim, antes de fugir, um dos assaltantes sacou a arma e atirou nas vítimas.

A estudante Suelen Patez Félix, de 20 anos, disse que sua avó, Elinita, viajou para a capital paulista porque tinha consulta médica marcada. "Ela veio de carona com os amigos. Acho que o pingente salvou a vida dela." O menino perdeu dois dentes. "A bala e o pingente se alojaram na boca da criança. A mãe dele é amiga da minha avó e nos informou que seu filho foi medicado e passa bem."

Suelen disse que, até as 19 horas de ontem, o carro roubado não havia sido localizado. Além do veículo, os assaltantes levaram as bolsas de viagem com as roupas das vítimas, cartões de crédito e de banco, telefones celulares, óculos, tênis e R$ 255 em dinheiro. O roubo foi registrado no 98º DP (Jardim Miriam) pelo delegado Walter Pires Bettamio Júnior. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG